Não é respiração profunda , é respiração lenta

Respiração Lenta, Firme e Fácil

A importância dos exercícios da respiração terapêutica.

No momento em que prestamos atenção à nossa respiração, a nossa respiração muda e, quando estamos emocionalmente perturbados, podemos ver a rapidez com que a respiração consciente pode trazer-nos de volta à tranquilidade emocional.

Menos é mais!

Estudos científicos, provam que:

Quanto mais respiramos, menos oxigénio é fornecido para os órgãos vitais do corpo!!!

Isto soa-lhe a algo virado de cabeça para baixo? – Mas é verdade!

A respiração ideal corresponde à respiração abdominal muito lenta, leve e fácil (também chamada de respiração diafragmática ou abdominal), algo que precisa ser reaprendido (ou aprendido) se tivermos grandes esperanças de superar distúrbios crónicos e até vencer o próprio cancro. É de facto, difícil recuperar-se de qualquer coisa quando estamos a respirar de forma errada! A respiração diafragmática permite respirar normalmente á medida que maximiza a quantidade de oxigénio que entra na corrente sanguínea.

A respiração profunda é apenas uma outra forma de dizer “respiração abdominal” em oposição à respiração superficial do peito. A respiração profunda deve ser muito lenta para que se acumule mais CO2 no sangue. Respiração profunda significa respirar menos ar, não mais. Se você respirar menos e acumular CO2, o nome correto é “respiração reduzida”.

Você tem o poder de abrir a porta para uma melhor saúde e compreensão do seu corpo!

A respiração correta é realmente fácil de aprender e pode tornar-se automática com a prática.

Quando respiramos menos, influenciamos directamente o sistema nervoso simpático (involuntário) que regula a pressão arterial, a frequência cardíaca, a circulação, a digestão e muitas outras funções do corpo. A respiração lenta é conveniente, não tem os possíveis efeitos colaterais dos medicamentos e é de fácil execução. Pode ser difícil acreditar que algo tão fácil e acessível possa ter tantos benefícios mas é um facto inegável.

Respirar é viver, e, a respiração lenta produz o melhor processo para que possamos nos sentir mais vivos, vibrantes e mais saudáveis ​​se trouxermos a nossa atenção para a respiração e treinarmos a maneira como respiramos. Quando respiramos perfeitamente, podemos viver com mais perfeição e com mais saúde, porque a nossa respiração é a fonte mais importante de energia.

Tal como os antigos filósofos orientais sabiam:

No ar, há “um oceano de energia” pronto para ser explorado directamente.

O treino respiratório é uma maneira muito eficaz de restaurar a saúde do corpo em qualquer idade. Desde os tempos antigos, sabe-se o quanto pode ser obtido através dos exercícios de respiração. As civilizações antigas, indianas e chinesas, desenvolveram centenas de técnicas.

“O segredo é desacelerar a respiração” – “Diminuir a quantidade de respirações”  

Pessoas saudáveis ​​respiram pouco (a norma é 6 L / min); pessoas doentes respiram mais rápido, acumulando mais ar (cerca de 12-15 L / min); os gravemente doentes respiram ainda mais rápido até quase não restar nenhum oxigénio no corpo, e isso é normalmente fatal.

“ Livros médicos, sugerem que a taxa respiratória normal para adultos é de apenas 12 respirações por minuto em repouso. Livros antigos costumam fornecer valores ainda menores (por exemplo, 8 a 10 respirações por minuto). A maioria dos adultos modernos, respira muito mais rápido (cerca de 15 a 20 respirações por minuto) do que a frequência respiratória normal. As taxas respiratórias nos doentes são geralmente mais elevadas, geralmente cerca de 20 respirações/min ou mais ”. – escreve Rakhimov.

Quando estamos procurando recuperar-nos da doença, especialmente do cancro, não podemos dar-nos ao luxo de ignorar a questão central da respiração.

A maioria dos médicos não tem sequer ideia de que as pessoas podem percorrer um longo caminho para resolver os seus problemas de saúde, re-treinando a sua respiração, porque estão presas ao paradigma farmacêutico que rejeita o mundo natural. Infelizmente, poucas pessoas entendem a importância da “respiração natural”. Esse é o tipo de respiração espontânea de todo o corpo e que se pode observar nos bebés e nas crianças pequenas.

Mantak Chia escreveu:

“Por milhares de anos, os mestres Taoistas ensinaram a respiração natural. Somos capazes de melhorar o funcionamento e a eficiência do nosso coração, pulmões e outros órgãos e sistemas internos. Somos capazes de ajudar a equilibrar as nossas emoções. Somos capazes de transformar o nosso stress e a negatividade na energia que podemos usar para a Auto-cura e Auto-desenvolvimento. E nós somos mais capazes de extrair e absorver a energia que precisamos para o crescimento espiritual e independência ”.

Respirar correctamente é importante para viver mais e ajuda-nos a manter as emoções positivas, bem como nos ajuda a manter o nosso desempenho no seu melhor, na nossa actividade quotidiana.

Todos nós respiramos, o dia todo, todos os dias, então podemos fazê-lo de forma certa. Como a respiração é a primeira e a última actividade física que empreendemos na vida, devemos dar-lhe a consideração e a importância que ela merece, no nosso objectivo de mais saúde e relaxamento. Podemos viver muito tempo sem comida e alguns dias sem beber, mas a vida sem respiração é medida em minutos. Infelizmente, parece que, a menos que se participe ou ensine yoga, a respiração continua a não receber a atenção que merece.

Assim que prestamos atenção à nossa respiração, ela muda imediatamente, e esse é o ponto principal. A reeducação da respiração, implica trazer a nossa consciência para a nossa respiração e tratar com respeito algo que é tão importante para a manutenção da nossa vida.

Os nossos maus hábitos respiratórios surgiram não apenas por causa da nossa “ignorância” psicossomática, da nossa falta de consciência orgânica, mas também da nossa necessidade inconsciente de um mecanismo amortecedor para impedir-nos de sentir e sentir a realidade dos nossos próprios medos profundamente enraizados.

Não há absolutamente nenhuma dúvida de que a respiração superficial garante uma experiência superficial de nós mesmos e das nossas vidas e dos nossos relacionamentos com os outros.

A Academia Americana de Cardiologia diz:

“O stress pode causar falta de ar ou piorar a situação. Quando você começa a sentir falta de ar, é comum ficar nervoso ou ansioso. Isso pode tornar a sua falta de ar ainda pior. Estar ansioso, aperta os músculos que ajudam a respirar, e isso faz você começar a respirar mais rápido. Conforme você fica mais ansioso, os seus músculos respiratórios ficam cansados. Isso causa ainda mais falta de ar e mais ansiedade. Nesta situação, você pode até entrar em pânico.

“Aprender a evitar ou controlar o stress, pode ajudá-lo a evitar este ciclo. Você pode aprender dicas para o ajudar a relaxar e aprender  técnicas de respiração para obter mais ar para os seus pulmões.”Academia Americana de Cardiologia

Se pudéssemos respirar “naturalmente” mesmo numa pequena percentagem das mais de 15.000 respirações que fazemos durante cada dia acordado, estaríamos a dar um grande passo não apenas para evitar muitos dos problemas físicos e psicológicos que se tornaram endémicos na vida moderna, mas também para apoiar o nosso próprio crescimento interior – o crescimento da consciência de quem e do que realmente somos, do nosso próprio ser essencial.

Há um profundo efeito na saúde das pessoas quando elas começam a perder alguns desses milhares de respirações. Se 15.000 é normal, como seria a vida se reduzíssemos isso para 10.000 respirações por dia ou menos?

  1. A respiração desintoxica e liberta toxinas.
    2. A respiração liberta a tensão.
    3. A respiração relaxa a mente/corpo e traz clareza.
    4. A respiração alivia problemas emocionais.
    5. A respiração alivia a dor.
    6. Respirar massaja os nossos órgãos.
    7. A respiração fortalece os músculos.
    8. A respiração fortalece o sistema imunológico.
    9. A respiração melhora a postura.
    10. A respiração melhora a qualidade do sangue.
    11. A respiração aumenta a digestão e assimilação dos alimentos.
    12. A respiração melhora o sistema nervoso.
    13. A respiração fortalece os pulmões.
    14. A respiração correcta. torna o coração mais forte.
    15. A respiração adequada, auxilia no controle do peso.
    16. A respiração aumenta os níveis de energia e melhora a resistência.
    17. A respiração melhora a regeneração celular.
    18. A respiração aumenta o humor.

Enquanto a ciência ocidental e a medicina se concentram na respiração como uma função corporal essencial para a sobrevivência, as ciências da saúde orientais abordam-na como o alimento para o corpo e o espírito. Os chineses acreditam que a respiração consciente, ou “respiração”, tem inúmeros benefícios, incluindo melhor foco e eficiência, maior positividade e maior energia física e mental. ”

Não esqueça… A fórmula, é:

Respiração Lenta.

Referências bibliográficas: (Visite este excelente website de saúde) Dr. Mark Sircus.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!