Livre-se das dores, de forma natural

As dores, salvo as provocadas por acidentes, têm SEMPRE a mesma causa subjacente: Inflamação!

“A dor é o resultado de uma inflamação”. 

Por mas diferentes que as dores possam ser entre si, dor de costas, enxaquecas, artrites, fibromialgia, etc, tudo tem a mesma origem: Inflamação!!!

Todos os medicamentos que você conhece, para combater as dores, todos funcionam da mesma forma e todos têm o mesmo objectivo: combater a inflamação.

Todos os que os medicamentos têm efeitos temporários. Assim que acaba o efeito, rapidamente, as dores e a inflamação regressam. E a inflamação não controlada pode até ser fatal. Mas você pode livrar-se das dores e da inflamação completamente, fazendo o seguinte:

A inflamação não é uma coisa má de todo, no fundo é a forma de como o seu corpo se protege e o informa de que existe algo que tem de ser verificado.

De cada vez que você se expõe a algum tipo de infecção ou quando se magoa, o seu sistema imunitário responde de imediato enviando substâncias que irão aumentar o fluxo sanguíneo o que permitirá que os glóbulos brancos viagem através dos vasos sanguíneos até ao local da infecção ou da lesão, embora isso por vezes possa causar febre, vermelhidão, inchaço e dor.

Essa é a resposta do corpo para a inflamação aguda, cujos sintomas acabam por desaparecer passados alguns dias. Mas quando não desaparecem, transforma-se em inflamação crónica, aumentando a dor, intensificando-a e tornando a vida quase insuportável, tal como acontece com a artrite, a fibromialgia, as dores de costas e até outras condições mais graves como o alzheimer, o cancro, etc, se não for controlada.

A melhor forma de começar a combater a inflamação é através da alimentação. Infelizmente, o padrão de alimentação mais vulgar, usado pelas pessoas, tem por base os alimentos embalados e processados e esses alimentos, têm excesso de ácidos graxos tipo Omega 6. Os Omega-6 são pró-inflamatórios e por isso, torna-se necessário neutralizar o seu efeito a fim de combater o constante estado inflamatório.

É claro que o excesso de peso, devido normalmente ao consumo excessivo de carbohidratos embalados e processados, aumentam ainda mais o processo inflamatório. Aquela gordura principalmente alojada na barriga, desencadeia um processo inflamatório em todo o corpo.

Simplificando: As células do sistema imunitário, entendem os depósitos de gordura como intrusos.
Quando as células de gordura se expandem, o seu corpo liberta mais substâncias químicas inflamatórias, tornando-se um ciclo vicioso. Mas há soluções…

Abdique dos alimentos processados, na sua alimentação e proponha-se a usar alimentos integrais, naturais. Essa simples decisão, fará toda a diferença no combate à inflamação e no alívio das suas dores. É de facto, um passo enorme para a cura, mesmo que você não faça mais nada. Evite os supermercados e os seus biscoitos, cereais e molhos engarrafados, etc, e dê preferência a comprar os seus alimentos nos mercados que são abastecidos pelos agricultores locais, pois estes não comercializam alimentos processados e porventura são mais propícios a serem produtos orgânicos e mais saudáveis. Compre legumes, frutas, queijo, peixe fresco, frutos do mar, etc.  Não se esqueça nunca que o mais contribui para a inflamação crónica, são os alimentos processados.

Você também pode optar por tomar suplementos, principalmente o óleo de peixe que é a melhor fonte de  ácidos graxos Omega-3 + EPA+ DHA. Diversos estudos comprovam que o ómega 3 tem poderosos efeitos anti-inflamatórios. Sobretudo, torna-se necessário ingerir mais Ómega 3 para equilibrar os Ómega 6. Aconselha-se a tomar 3.000mg (3g) por dia, de um bom suplemento de Omega 3 + EPA + DHA.

Aconselha-se também, a tomar Vitamina D3 que é muito importante para a dor e a inflamação. Normalmente, as pessoas com baixos níveis de Vitamina D3, não conseguem regular a inflamação. A Vitamina D3 é a vitamina do Sol que interage com múltiplos processos do corpo e quando os níveis estão ajustados, afasta a inflamação, e combate inúmeros problemas de saúde tal como a asma, artrite e o cancro.

Se você puder, exponha-se pelo menos 10 minutos ao sol do meio dia e suplemente com pelo menos de 2.000 a 5000 UI por dia de vitamina D3. Fale com o seu médico, e peça-lhe um exame aos níveis de vitamina D3. Os níveis ideais desta vitamina, no corpo, é acima de 50.

O extracto de abacaxi, conhecido por ser uma enzima digestiva, também tem efeitos anti-inflamatórios muito poderosos. O ideal seria consumir 200 mg por dia.

Se você adicionar 200 mg de Coenzima (Co10), junto com um alimentação á base de proteínas magras, frutas, verduras e ácidos mono-insaturados, você obterá ainda mais benefícios anti-inflamatórios.

Finalmente e não menos importante: O exercício fisíco! O exercício é uma das melhores coisas a fazer para superar a dor. A actividade física, diminui os marcadores da inflamação, libertam endorfinas que ajudam a melhorar o humor, e a perder peso. A minha opinião pessoal é que não é necessário o exercício físico intenso, por vezes uma boa caminhada, por vinte minutos após as refeições, ajudarão em todo o processo com a vantagem de ao andar lentamente, terá mais tempo para observar o que natureza tem para lhe oferecer e talvez, você ainda não se tenha apercebido. Andar, ajuda a combater a inflamação, o stress e dilui os pensamentos intrusivos (negativos) e as emoções mais difíceis.